LÍDER, ACREDITE EM VOCÊ!


É um princípio básico o fato de que todo líder que deseja ser bem sucedido como tal, precisa acreditar em si mesmo. 

Mas fato é que muitos não acreditam em si mesmos ou acreditam desequilibradamente. Penso que existem duas formas de se acreditar e si mesmo, uma certa e outra errada. 

Acreditar em si mesmo de forma errada envolve aquela postura em que o líder se vê de forma super estimada, em que ele acaba se enxergando de maneira irreal, tornando-se insensível, arrogante, achando-se maior do que realmente é, sonhador demais e até soberbo. 

Esse tipo de postura produz muitos prejuízos ao próprio líder, levando-o muitas vezes a ações atrapalhadas e constrangedoras, gerando assim uma série de desgastes que poderiam ser evitados até com certa facilidade se houvesse uma visão pessoal mais real, equilibrada e coerente.

A Bíblia nos alerta contra esta forma errada de acreditar em si mesmo: "Por isso, pela graça que me foi dada digo a todos vocês: Ninguém tenha de si mesmo um conceito mais elevado do que deve ter; mas, ao contrário, tenha um conceito equilibrado, de acordo com a medida da fé que Deus lhe concedeu (Rm 12:3)".

Precisamos estar constantemente nos auto-avaliando para que não venhamos a acreditar em nós mesmos de forma desequilibrada, seja para baixo ou para cima. Por outro lado, acreditar em si mesmo de forma positiva e correta é aquela postura equilibrada, coerente, para cima, com fé encorajada e encorajadora, em que o líder é capaz de reconhecer seus limites, perceber suas dificuldades, saber que ele não é onipotente, mas que isso é normal, e não há razão para desespero ou descontrole.

Ao acreditar em si mesmo de forma positiva e equilibrada, o líder estará dando um passo decisivo no caminho da vitória na desafiadora tarefa de liderar, pois somente pessoas bem resolvidas são capazes de reconhecer suas limitações e continuar firmes em sua missão.

Há um dado que, para nós, líderes cristãos, torna-se fundamental em toda essa questão do acreditar em si mesmo: o fato de que Deus quando nos convoca ele sempre nos chama para tarefas maiores do que nós. Eu não me lembro de ver na Bíblia Deus chamando pessoas para missões que em que eles seriam capazes de realizá-las por si mesmos. Aí reside um ponto vital da liderança cristã, ou seja, podemos acreditar em nós mesmos porque o poder, a sabedoria, os recursos, em resumo, toda capacitação necessária vem do alto, não vem de nós mesmos. Como líderes cristãos somos chamados a acreditar em nós mesmos porque somos chamados por Deus para a missão a cumprir.

Na Bíblia, toda vez que um líder chamado por Deus manifestava insegurança ou temor por não acreditar em si mesmo, Deus não dizia que o poder estava dentro dele, e que era só encontrá-lo e desenvolvê-lo. Não, nunca. O que Deus fazia era tratar dos seus servos, curá-los, revelar-lhes o seu maravilhoso poder, provendo recursos e transformando a fraqueza e limitações dos seus servos em uma oportunidade de manifestar poder e graça sobre eles.

Olhemos para a Bíblia, ela está cheia de exemplos dessa verdade. Lembremo-nos de um Jeremias, um Moisés, um Gideão, um Elias, um Paulo, um Pedro... e assim tem sido por toda história do cristianismo. Como disse Hudson Taylor: "Os gigantes de Deus foram homens pequenos que fizeram grandes coisas para Deus por que se basearam no fato de Deus estar com eles."

Ao longo da vida nós vamos recebendo muitas mensagens que se forem aceitas e introjetadas nos levarão cada vez mais a acreditar menos em nós mesmos e até a desistir.

Conheço um líder que, no início da sua adolescência, na escola, havia tirado uma excelente nota em interpretação de texto, mas na semana seguinte tirou uma péssima nota em conjugação de verbos e pode ouvir de forma lacônica da sua professora de português: "Você não é o aluno que eu pensei que você fosse."

Bem, este aluno tinha duas possibilidades: guardar essa afirmação no coração e nunca mais acreditar em si mesmo ou reagir. Ele escolheu a segunda opção e você está lendo mais um artigo dele agora.

Resumindo, é preciso acreditar em si mesmo para fazermos algo relevante em qualquer instância da vida, muito mais na liderança. Todos têm limites e ainda precisamos crescer em muitas áreas, mas podemos e devemos acreditar em nós mesmos, não porque sejamos capazes por nós mesmos de grandes realizações, mas porque temos um Deus que nos capacita a fazer diferença, e nos encoraja a acreditar em nós mesmos porque ele mesmo disse que estaria conosco, acreditando e investindo em nós.

Encerro com duas afirmações categóricas da palavra de Deus:

"Não que possamos reivindicar qualquer coisa com base em nossos próprios méritos, mas a nossa capacidade vem de Deus (2 Co.3.5)."

"[...] com o meu Deus posso transpor muralhas (Sl 18.29b)".

Creia nessas verdades, acredite em você, porque Deus acredita.

POSTAGEM MAIS ACESSADAS:

O OBREIRO E A ÉTICA NO PULPITO

O TABERNÁCULO E SUAS MEDIDAS:

EXISTEM 4 TIPOS DE TEMPERAMENTOS! VOCÊ CONHECE SEU TEMPERAMENTO?

PASSOS DA FÉ - Marcos 11:22 - 24

AGEU - O PROFETA DA CONSTRUÇÃO DO TEMPLO