VOLTANDO-SE PARA DEUS!


Estaria a Igreja e os cristãos do século XXI “barateando” a mensagem do Evangelho, excluindo a necessidade do arrependimento? Por quê? Como?

O QUE É CONVERSÃO?

Literalmente significa “virar-se para a direção oposta”.

Bíblicamente à É o ato pelo qual o pecador se volta do pecado para Jesus Cristo, tanto para obter perdão dos pecados como para libertar-se deles.

A verdadeira conversão envolve dois (02) atos da parte do pecador:

1. Dar as costa ao “eu” e ao pecado;
2. Crer em Deus, voltando-se para Ele e abraçando a vida eterna

“Ninguém pode ouvir a voz de Deus com um ídolo ou uma pedra de tropeço no coração!”.

“Quando a voz de Deus não é ouvida, os homens vão aonde Deus não ou enviou.”.

AS QUATRO FASES DA CONVERSÃO

1) Lc. 15:14-17 à O Filho prodigo depertado pelas tristes e cruéis circunstâncias da terra estranha, começou a “refletir sobre a sua própria situação. Lembrou que na casa do Pai tudo era bom e sentiu a miseria em que vivia. 

Foi nessa reflexão que começou a sua Conversão. – É assim que Espirito Santo opera quando desperta o homem a refletir e considerar a sua situação.

2) Lc. 15:18 à Enquanto o filho prodigo refletia sobre a sua situação, surgiuram-lhe pensamentos sobre a necessidade de tornar a casa do Pai. Ele começou a meditar sobre as vantagens que teria, caso voltasse.

No seu pensamento via-se voltando ao Pai e pedindo-lhe perdão. – É essa a obra do Espirito Santo para conversão do pecador. Os seus pensamentos, que estavam só para a miseria, começou a elevar-se as coisas de Deus.

3) Lc. 15:20 à Depois de meditar tanto sobre a sua miseria, e a sua necessidade de voltar, o filho pródigo resolveu: “E, LEVANTANDO-SE, FOI PARA SEU PAI”. – Agora vira as Costa para terra estranha, para miseria, e Olha para o caminho em direção à casa do Pai. 

ISSO QUE É A CONVERSÃO, PENSAMENTOS TRANSFORMARAM EM AÇÃO! Ação é decisão que leva à conversão.

4) Lc. 15:20-24 à O filho prodigo, ao retornar da terra estranha, encontrou o que é essecial na conversão: O Pai que correu ao seu encontro para perdoá-lo, abraçá-lo, restaurá-lo. Tudo voltou à normalidade! Tg. 4:8 à CHEGAI-VOS A DEUS, E ELE SE CHEGARÁ A VÓS”.

O QUE ACONTECE NO ENCONTRO DO CONVERTIDO COM DEUS:

v Todos os seus pecados são perdoados (Mc. 4:12).
v Jesus cura as feridas da alma causada pelo pecado (Mt. 13:15).
v Recebe um novo coração (Ez. 18:30-31).
v O véu que impedia a visão espiritual é tirado (II Co. 3:16); a Biblia diz: Mt. 5:8 à BEM-AVENTURADO OS LIMPOS DE CORAÇÃO, PORQUE VERÃO A DEUS.

O QUE É ARREPENDIMENTO?

Biblicamente à Significa mudança de idéia; é uma volta mental; uma mudança de rumo, de atitude.

Velho Testamento à ARREPENDIMENTO à Traduzido da palavra “NACHAM” à Significa à Gemer, sentir, lamentar, arrepender-se, voltar, dar volta.

Significa à Deus sente e lamenta a desobediência de seu povo; alegra-se com o arrependimento deles e volta a eles.

Novo Testamento à ARREPENDIMENTO à É um dom de Deus, mas não é imposto. João Batista começou o seu ministério com um chamado ao arrependimento: Mt. 3:2 à ARREPENDEI-VOS, PORQUE ESTÁ PROXIMO O REINO DOS CÉUS”.

O arrependimento envolver um sentido de repugnação do pecado nos seus efeitos sobre o homem e no seu relacionamento com Deus.

Os passos que levam o homem ao arrependimento, uma vez Deus operando, são:

1. Reconhecimento do pecado;
2. Tristeza pelo pecado;
3. Abandono do pecado.

O ARREPENDIMENTO não é a mesma coisa que o REMORSO.

REMORSO à Dicionario à Inquietação da consciência por sentimento de culpa.

O REMORSO é um beco sem saída; o ARREPENDIMENTO é estrada transitável.

O REMORSO olha só para os nossos pecados; o ARREPENDIMENTO olha para além dos nossos pecados – para Calvario.

O REMORSO nos devolve para nós mesmos; o ARREPENDIMENTO nos faz voltar para Deus.

O REMORSO nos faz odiar a nós mesmos, muito embora possamos ao mesmo tempo amar nossos pecados; o ARREPENDIMENTO nos leva a odiar nossos pecados e a amar o nosso Senhor num único ato.

A EMOÇÃO não é o padrão pela qual se meça o arrependimento porque a presença ou a ausência de lágrimas não indica a legimidade do arrependimento.

DIFERENÇA ENTRE CONVERSÃO E ARREPENDIMENTO


Embora a CONVERSÃO esteja ligada ao arrependimento, a conversão difere dele, uma vez que o arrependimento enfatiza o aspecto negativo do abandono ou saída do pecado, enquanto que a conversão enfatiza o aspecto positivo da volta para Cristo.

I Ts. 1:9 à POIS ELES MESMOS RELATAM DE QUE MANEIRA VOCÊS NOS RECEBERAM, E COMO SE VOLTARAM PARA DEUS VIVO E VERDADEIRO.

O ARREPENDIMENTO nos retira de todos os amores ou inclinações pecaminosas, enquanto que a CONVERSÃO nos faz voltar para o Esposo.

O ARREPENDIMENTO produz tristeza pelo pecado, já a CONVERSÃO produz alegria por causa do perdão e livramento da pena do pecado.

O ARREPENDIMENTO nos leva à Cruz; a CONVERSÃO nos leva ao túmulo vazio do Salvador ressuscitado.

A CONVERSÃO fala do abandono da vida de pecado para abraçar a vida real e verdadeira oferecida por Deus através de Jesus Cristo.

No processo da Conversão está incluido o Arrependimento e a Fé. Exemplo errado: O homem se arrepende de seu mau caminho e crê em Jesus. O arrenpendimento não é um processo isolado da fé.

A Salvação depende de Crer e Crer envolve o repúdio aos falsos ensinamentos que foram dotados e a aceitação da verdade revelada na Palavra de Deus.

A Salvação vem pela Fé – Rm. 10:17 à DE SORTE QUE A FÉ É PELO OUVIR, E O OUVIR PELA PALAVRA DE DEUS. Por ser uma mudança da mente.

Arrependimento para com Deus e a Fé em nosso Senhor Jesus Cristo.

ARREPENDIMENTO INCOMPLETO NÃO TRAZ O RESULTADO DESEJADO:

Na Biblia encontramos vários exemplos de pessoas que, apesar de arrependidas, não alcançaram resultado espiritual, pois o seu arrependimento foi incompleto:

v Faraó arrependeu-se, porém não deixou o mal (Ex. 10;16-17); por isso, não alcançou perdão e sucumbiu.

v Caim arrependeu-se, porém não pediu perdão (Gn. 4:13, 14); por isso, andou fugitivo;

v Esaú chegou tarde demais, não achando lugar para o arrependimento, embora o tenha buscado com lágrimas (Hb. 12:17).

v Judas arrependeu-se e até devolveu o prêmio do seu pecado, mas, em lugar de dirigir-se a Jesus, confessou-se aos sacerdotes, enforcando-se depois (Mt. 27:3-5).

v O fariseu no templo compareceu diante de Deus; porém, não enxergou nem pressentiu pecado em si mesmo. Voltou para casa assim como veio – sem perdão (Lc. 18:11-14).

OS FRUTOS DO ARREPENDIMENTO (Mt. 3:8; At. 26:20):

v Rompimento total com o pecado (Lc. 3:10-14).
v Alegria e comunhão com Deus (Lc. 15:7-10, 22, 25).
v Constitui plataforma para o recebimento das bênçãos do Espirito Santo (At. 3:19; 2:38).

POSTAGEM MAIS ACESSADAS:

O OBREIRO E A ÉTICA NO PULPITO

O TABERNÁCULO E SUAS MEDIDAS:

EXISTEM 4 TIPOS DE TEMPERAMENTOS! VOCÊ CONHECE SEU TEMPERAMENTO?

AGEU - O PROFETA DA CONSTRUÇÃO DO TEMPLO

PASSOS DA FÉ - Marcos 11:22 - 24