E SE DEMORAR... O QUE FAZER?

I Samuel 28: 5-6 - Quando Saul viu o acampamento filisteu, teve medo; ficou apavorado...Ele consultou o SENHOR, mas este não lhe respondeu nem por sonhos nem por Urim, nem por profetas.

I Sm. 28:15 - Respondeu Saul: Estou muito angustiado. Os filisteus estão me atacando e Deus se afastou de mim. Ele já não responde nem por profetas nem por sonhos; por isso te chamei para me dizeres o que fazer.

Introdução:
Quem gosta de esperar naturalmente?

Deus já demorou a te responder num momento de grande dificuldade?

Você já ficou bastante tempo esperando uma resposta de Deus?

Eu também... Realmente não é fácil.

A Bíblia também fala de algumas pessoas que não souberam entender a demora da resposta de Deus como Sara e Saul, mas também nos fala de pessoas que souberam esperar como Noé, Jó, Noemi, etc...

Todos nós vamos precisar esperar um dia. A diferença será, qual vai ser nossa atitude durante o tempo de espera, que pode ser longo ou curto. Hoje, Deus quer nos falar através de um dos personagens das Escrituras que não souberam esperar, vamos aprender com ele.

O primeiro Rei de Israel, seu nome Saul, "SOLICITADO" passou por um momento assim e não se saiu muito bem. Convido você a aprender com o erro de Saul. Vamos ver o que Deus quer nos falar nesta manhã.

É a historia de um encontro entre o rei Saul e uma necromante, narrada em I Sm 28 e ocorrida por volta do ano 1055 a.C., a pergunta básica é:

Quem apareceu? Foi realmente Samuel?

Há quatro hipóteses para a solução do problema:

1) A necromante operou um milagre, em conluio com o reino das trevas, e trouxe Samuel de volta.

Crítica: Não dá para aceitar esta idéia, porque a Bíblia diz que a morte é o fim (Hb. 9:27), fim que só pode ser suspenso pela ressurreição (que não houve, nesta caso).

2) Deus usou aquela circunstância para repreender Saul. Ele pode agir por formas estranhas, como fez com Balaão.

Crítica: Não dá para aceitar esta idéia, já que assim Deus daria crédito à necromancia. Pelo contrário, ele a condenou.

3) A necromante cometeu uma fraude. Há vários indícios disto. Saul não viu Samuel. Foi a necromante. Samuel "estava" sob um manto. Foi Saul que "entendeu" que era Samuel que lhe dirigia a Palavra.

Crítica: Não dá para aceitar a sugestão no seu todo, pois o autor bíblico não explicita o engano. Saul queria ver, o que acabou vendo!

4) A necromante contou com o apoio da força das trevas, a quem invocava, para enganar a Saul com elementos de magia, que é sempre falsa, e com elementos reais, operados pelo poder das trevas, como o reconhecimento e consentimento de Saul (v. 14) e a predição da morte do rei (v. 19).

Crítica: Esta é o meu ponto de vista sobre o fato.

E lembre-se sempre: II Jo. 1:7 - “Muitos enganadores têm saído pelo mundo.”

Por que Saul estava...

Moralmente enfraquecido,
Psicologicamente perturbado,
Espiritualmente fraco,
Fisicamente debilitado,

Diante deste quadro, caiu na fraude com facilidade. Ele não estava numa condição difícil de ser enganado, para uma profissional do assunto.

Lição: A queda é sempre precedida de alguns sinais no painel de controle, é só você estar atento.

Deus permitiu que tudo acontecesse para que as pessoas aprendessem.. Quem Ele é. Não foi Samuel mas um espírito enganador (um anjo de luz caído) que apareceu.

Muito (ou praticamente tudo) do que a cartomante falou era de domínio público.

Ela disse que seu reino que lhe fora tirado; todo mundo sabia disso em Israel e ela também; por isso mesmo fora lhe consultar.

Este é o paradigma do engano, que até hoje é o mesmo. É preciso, nesta hipótese que parece a mais próxima do texto bíblico, tomar cuidado para não dar aos poderes do mal, uma força maior do que a que tem.

APRENDENDO COM O ERRO DE SAUL....

TODA CONSULTA AOS MORTOS, EMBORA SEJA UMA PRÁTICA ANTIGA É CONDENADA EXPLICITAMENTE NA BÍBLIA.

I Sm 28.7 -“Então Saul disse aos seus auxiliares: "Procurem uma mulher que invoca espíritos, para que eu a consulte".

Ele tanto sabia que era errado que no verso 8, veja como ele foi se encontrar com a tal necromante... “Saul então se disfarçou, vestindo outras roupas, e foi à noite, com dois homens, até a casa da mulher.”

No Egito antigo, de onde vieram os judeus, era muito comum.. Ao tempo de Isaías, o costume permanecia.

Is. 19:3-4 - “Os egípcios ficarão desanimados, e farei que os seus planos resultem em nada. Depois eles consultarão os ídolos e os necromantes, os médiuns e os adivinhos, então eu entregarei os egípcios nas mãos de um senhor cruel, e um rei feroz dominará sobre eles", anuncia o Soberano, o SENHOR dos Exércitos.”

O povo de Israel foi instruído por um Moisés, preocupado com a imitação da prática das nações vizinhas:

Lv. 19:31 - “Não vos voltareis para os que consultam os mortos nem para os feiticeiros; não os busqueis para não ficardes contaminados por eles. Eu sou o Senhor vosso Deus.”

Lv. 20:6 - ”Quanto àquele que se voltar para os que consultam os mortos e para os feiticeiros, prostituindo-se após eles, porei o meu rosto contra aquele homem, e o extirparei do meio do seu povo.”

RETROCEDA DO PECADO, SEJA EM QUE ESTÁGIO ESTIVER:

I Sm. 28:9 - A mulher, porém, lhe disse: "Certamente você sabe o que Saul fez. Ele eliminou os médiuns e os que consultam os espíritos da terra de Israel. Por que você está preparando uma armadilha contra mim, que me levará à morte?"

Era a hora para ele parar, se dar conta do erro e retroceder. A mulher deu até uma oportunidade para isto. Saul teve a oportunidade de retroceder (quando a mulher tentou se esquivar), mas ele preferiu seguir no seu intento.

Quantas vezes também, na hora do pecado, temos oportunidade de parar, mas não paramos. Devemos ver as conseqüências do que estamos fazendo, mesmo nos assuntos de natureza espiritual.

No caso do adultério, ele não acontece numa fração de segundos. Há uma seqüência própria, de mentiras, subterfúgios...

Tão firme estava no seu desejo de pecar que Saul chegou a jurar (algo sagrado àquela época) pelo Senhor para levar a mulher a cometer o pecado da necromancia. v. 10.

Aqui ele já estava totalmente cego pelo diabo.

Esta é uma especialidade de Satanás!!!

II Co. 4:4 - O deus desta era cegou o entendimento.

Quando Deus fez silêncio, Saul não teve a humildade de perguntar por quê?

Não persistiu em continuar buscando ouvir a sua voz. Ele decidiu buscar apoio nas portas do inferno. Gerenciando seu próprio pecado e fracasso.

En-Dor era uma cidade que conseguira escapar à ordem de Saul quanto a sentença de morte aos adivinhos. A mulher resistiu porque conhecia a Lei e o decreto do próprio Saul.

Saul queria ouvir a voz de Samuel, que o ungira rei no passado. Pela feitiçaria, seu desejo foi atendido.

O diabo tem poder para seduzir...
 

Veja a exortação de Paulo: I Tm. 5:15 - “Algumas, na verdade, já se desviaram, para seguir a Satanás.”

NUNCA BRINQUE COM O NOME DE DEUS:

I Sm 28.10 - “Saul jurou-lhe pelo SENHOR: "Juro pelo nome do SENHOR que você não será punida por isso".

Nunca brinque com Deus, nunca brinque de ser crente, isto é coisa muito séria!

Tão firme estava no seu desejo de pecar que Saul chegou a jurar (algo sagrado àquela época) pelo Senhor para levar a mulher a cometer o pecado da necromancia v. 10.

Siga firme com Deus. Não precisamos ter medo da força das trevas.

II Tm. 4:18 - “O Senhor me livrará de toda obra maligna e me levará a salvo para o seu Reino celestial. A ele seja a glória para todo o sempre. Amém.”

Se nós estamos nas mãos de Deus, não precisamos temer a feitiçaria. Não faz sentido ter medo de "trabalhos" feitos contra pessoas ou instituições.
Esses trabalhos não podem tocar nos ungidos (seus filhos) de Deus.

JAMAIS BUSQUE SOLUÇÕES MIRABOLANTES:

I Sm. 28:5 - Quando Saul viu o acampamento filisteu, teve medo; ficou apavorado.
A busca de soluções mirabolantes é decorrente do medo e do pecado
.


Uma pessoa com medo faz até o que não quer.

ENTRA EM CONTRADIÇÃO - Revogou um decreto dele mesmo: desterrado tais “profissionais” no reino: v. 3.

SE EXPÕE AO RIDÍCULO - Como vestir disfarces: v. 8. Talvez, neste caso, o uniforme do soldado.

SE DESCONTROLA - Decorrente do silêncio de Deus: v. 6. Saul o experimentou por sua única culpa.

Nós também podemos apelar para saídas/soluções fora de nossas convicções, como Saul o fez (v. 7), já que ele tinha desterrado esses profissionais para uma cidade ao norte do reino (En-Dor).


A propósito, há sempre pessoas dispostas a ajudar os outros a cair no buraco: E pior, estas pessoas podem estar bem próximas a nós. Como no caso de Saul, era um dos seus homens mais chegados.

I Sm. 28:7 - Então Saul disse aos seus auxiliares: Procurem uma mulher que invoca espíritos, para que eu a consulte. Eles disseram: "Existe uma em En-Dor".

“Existe uma!” Exclamou rapidamente um dos braços direitos de Saul!
Como ele sabia que ainda existiam pessoas assim no Reino? Certamente porque era cliente dela.
Desde sempre, há alguém propondo alguma coisa. Há sempre alguém se dispondo a apoiar essas coisas e mesmo a fazer algo para viabilizar esse apoio.
Há sempre gente disposta a te levar a uma profetisa, como se Deus a ela desse o seu conselho (por que não diretamente a você?).

Há sempre gente disposta a te levar a um outro culto onde Deus (por causa das emoções que a liturgia provoca) parece falar mais de perto.
Há sempre gente disposta a te levar a uma igreja onde haja bênção (especialmente se for material) ou a comunicação do medo (para nós que já fomos libertos de todo terror).

Cuidado!!!!
Está com problemas financeiros? A Senna acumulou pastor! Vamos fazer um bolão na igreja? Com 5 milhões de dízimo construímos a nova igreja!!!
Cuidado com as vozes, cuidado com as profetadas!!

OUÇA A VOZ DE DEUS ENQUANTO HÁ TEMPO:

I Sm. 28:18 - “Porque você não obedeceu ao SENHOR nem executou a grande ira dele contra os amalequitas, ele lhe faz isso hoje.

Saul deixou de ouvir a Samuel no tempo próprio, tendo sido pago um alto preço por isto. Agora, queria escutar seus conselhos, estando ele morto.


Existe uma história muito similar no NT, contada por Jesus: Lc. 16:27-31 - "Ele respondeu: 'Então eu te suplico, pai: manda Lázaro ir à casa de meu pai, pois tenho cinco irmãos. Deixa que ele os avise, a fim de que eles não venham também para este lugar de tormento'. "Abraão respondeu: 'Eles têm Moisés e os Profetas; que os ouçam'. " 'Não, pai Abraão', disse ele, 'mas se alguém dentre os mortos fosse até eles, eles se arrependeriam.' "Abraão respondeu: 'Se não ouvem a Moisés e aos Profetas, tampouco se deixarão convencer, ainda que ressuscite alguém dentre os mortos' ".

Hoje os meios são: a igreja, por suas vozes (pregador, professor, conselheiro). Sonhos e profecias são coisas excepcionais, quando essas falham. No entanto, tendemos a nos comportar como se Deus falhasse sempre (e sempre queremos essas formas de comunicação).


Deus pode usar pessoas e situações estranhas para nos advertir. Ele usou uma jumenta, no caso de Balaão, por exemplo (Nm 22.28). Normalmente, ele usa outras pessoas.

Ouça o que Deus está te falando hoje:

Is. 55:6 - “Busquem o SENHOR enquanto é possível achá-lo; clamem por ele enquanto está perto.”

Irmão este é o tempo, esta é a hora, depois... É depois..
Deus está te falando com esta Palavra, na Bíblia, na Pregação, através de livros, vidas, família. Tome a decisão de mudança hoje, esta é a hora.

Conclusão:
 

Sei que esperar no momento difícil, não nos parece uma boa alternativa, eu sei bem o quanto isto é difícil.
Mas tenha certeza, esta é a Palavra de Deus para nós, este é o melhor caminho. Vamos ouvir e aplicar esta Palavra em nosso coração. Deus vai honrar nossa decisão de ouvir e esperar Nele.

Assim diz a Palavra do Senhor através de Jeremias:

Lm. 3:24-25 - “A minha porção é o SENHOR; portanto, nele porei a minha esperança. O SENHOR é bom para com aqueles cuja esperança está nele, para com aqueles que o buscam

SE DEUS ESTÁ DEMORANDO PARA VOCÊ HOJE....
ESPERE & CONFIE!

Vamos esperar em Deus?
Aja o que houver, aconteça o que acontecer?

POSTAGEM MAIS ACESSADAS:

O OBREIRO E A ÉTICA NO PULPITO

O TABERNÁCULO E SUAS MEDIDAS:

EXISTEM 4 TIPOS DE TEMPERAMENTOS! VOCÊ CONHECE SEU TEMPERAMENTO?

PASSOS DA FÉ - Marcos 11:22 - 24

AGEU - O PROFETA DA CONSTRUÇÃO DO TEMPLO