JUSTIFICAÇÃO: Declarado Inocente

Rm. 8:1-2 - PORTANTO, AGORA JÁ NÃO HÁ CONDENAÇÃO PARA OS QUE ESTÃO EM CRISTO JESUS, PORQUE POR MEIO DE CRISTO JESUS A LEI DO ESPIRITO DE VIDA ME LIBERTOU DA LEI DO PECADO E DA MORTE.


O QUE SIGNIFICA JUSTIFICAÇÃO?

Biblicamente
No A.T. Transmitem a idéia de que Deus, em qualidade de Juiz, declara o omem Justo. - Pv. 17:15 à ABSOLVER O ÍMPIO E CONDENAR O JUSTO SÃO COISAS QUE O SENHOR ODEIA.
No N.T. Transmitem a idéia de Declarar Justo. Entende-se, pois que o termo “justificar” não significa fazer mas declarar justo. – Gl. 2:16 à SABEMOS QUE NINGUÉM É JUSTIFICADO PELA PRÁTICA DA LEI, MAS MEDIANTE A FÉ EM JESUS CRISTO. ASSIM, NÓS TAMBÉM CREMOS EM CRISTO JESUS PARA SERMOS JUSTIFICADOS PELA FÉ EM CRISTO, E NÃO PELA PRÁTICA DA LEI, PORQUE PELA PRATICA DA LEI NINGUÉM SERA JUSTIFICADO.

Literalmente
Justificação não é aquilo que o homem “é” ou “tem”, mas aquilo que o proprio Cristo “é” e “faz” na vida do crente.

A JUSTIFICAÇÃO ELA TEM DUAS (02) CARACTERISTICA OU ATOS:


1) O Cancelamento da dívida do pecado na “conta” do pecador.
2) E o Lançamento da justiça de Cristo em seu lugar.


OS ELEMENTOS DA JUSTIFICAÇÃO:

1) A Adoção de Filhos
2) O direito à vida eterna.

Rm. 8:17 à SE SOMOS FILHOS, ENTÃO SOMOS HERDEIROS; HERDEIROS DE DEUS E CO-HERDEIROS COM CRISTO, SE DE FATO PARTICIPAMOS DOS SEUS SOFRIMENTOS, PARA QUE TAMBÉM PARTICIPEMOS DA SUA GLÓRIA.


DIFERENÇA ENTRE JUSTIFICAÇÃO E REGENERAÇÃO:


1) JUSTIFICAÇÃO: A Justificação tem lugar fora de nós, junto ao trono de Deus, onde Ele nos declara justos.
2) REGENERAÇÃO: A Regeneração é obra Divina operada em nosso interior.

· Significa dizer que a JUSTIFICAÇÃO é o que Deus faz por nós; a REGENERAÇÃO é o que Deus faz em nós.
· A JUSTIFICAÇÃO muda a nossa posição, ou situação; a REGENERAÇÃO tem a ver com o nosso estado.

· A JUSTIFICAÇÃO muda a nossa relação para com Deus; já a REGENERAÇÃO muda a nossa natureza.

A OBTENÇÃO e a CONSERVAÇÃO DA JUSTIFICAÇÃO:


Os efeitos da justificação pela Fé abragem a totalidade da vida do crente.
· No PASSADO, a fé justificou-o, liberto-o inicialmente da condenação do pecado.

· No PRESENTE, a fé continua a justificá-lo, libertando-o da prática do pecado.

Desde o momento da conversão até o fim da vida terrena, a justificação é sempre a mesma.

O Crente poderá necessitar de PERDÃO como o filho do PAI, mas nunca mais será considerádo CRIMINOSO perante o JUIZ.

Isto é, a Justificação é o ato de Juiz; o Perdão é o Ato de Pai. A Justificação abrange o passado, presente e o futuro.

OS BENEFÍCIOS DA JUSTIFICAÇÃO:


A Justificação não é uma experiência, é uma declaração legal de justiça, só possível mediante um relacionamento com Cristo. Está declaração traz inúmeros beneficios à vida do crente jusfificado:

1) Um Novo Relacionamento com a LEI à Uma vez que a Lei Divina exigia obediência como condição de o homem obter a vida eterna, e como homem jamais foi capaz de cumprir inteiramente com as exigências divinas neste sentido, em vez de abolir a lei, Deus enviou Jesus Cristo para cumpri-la por nós.

At. 13:39 à POR MEIO DELE, TODO AQUELE QUE CRÊ É JUSTFICADO DE TODAS AS COISAS DAS QUAIS NÃO PODIAM SER JUSTIFICADOS PELA LEI DE MOISES.

2) Um Novo Relacionamento com Deus à A ira de Deus é traduzida em benignidade, legal e completamente.
Benignidade à Amor leal, favor de Deus (graça).

Rm. 5:1, 9 à JUSTIFICADOS, POIS, MEDIANTE A FÉ, TEMOS PAZ COM DEUS, POR MEIO DE NOSSO SENHOR JESUS CRISTO... - LOGO, MUJITO MAIS AGORA, SENDO JUSTIFICADOS PELO SEU SANGUE, SEREMOS POR ELE SALVOS DA IRA.
3) Uma Nova Concepção da Culpa Pessoal à Mediante a justificação, o crente é uma pessoa livre do peso da culpa pessoal. No que pesem as lembranças dos pecados de outrora, ea as acusações por parte do Diabo.

Rm. 8:33, 34 àQUEM FARÁ ALGUMA ACUSAÇÃO CONTRA OS ESCOLHIDOS DE DEUS? É DEUS QUEM OS JUSTIFICA. - QUEM OS CONDENARÁ? FOI CRISTO JESUS QUE MORREU...

4) Uma Nova Concepção do Futuro à Uma vez justificado por Deus, o crente pode saber, nesse exato momento, que é salvo. Ele não precisa esperar até à consumação dos séculos, para ver ser foi “suficientemente bom” para merecer a salvação.

Tt. 3:7 à ELE O FEZ A FIM DE QUE, JUSTIFICADOS POR SUA GRAÇA, NOS TORNEMOS SEUS HERDEIROS, TENDO A ESPERANÇA DA VIDA ETERNA.

POSTAGEM MAIS ACESSADAS:

O OBREIRO E A ÉTICA NO PULPITO

O TABERNÁCULO E SUAS MEDIDAS:

EXISTEM 4 TIPOS DE TEMPERAMENTOS! VOCÊ CONHECE SEU TEMPERAMENTO?

PASSOS DA FÉ - Marcos 11:22 - 24

AGEU - O PROFETA DA CONSTRUÇÃO DO TEMPLO

O CRENTE E O USO DA GRAVATA E O PALETÓ!

ÉTICA DO OBREIRO E O RELACIONAMENTO ENTRE SEUS COLEGAS

ETIQUETA E AS BOAS MANEIRAS NO CULTO

ESTATUTO DO CONSELHO DE PASTORES E LÍDERES EVANGÉLICOS DE VARGEM GRANDE PAULISTA - COPLEV