PARCEIROS DE CRISTO NO REINO



www.prnatanaelsp.com.br
Fp. 1:4-5 - “Em todas as minhas orações em favor de vocês, sempre oro com alegria - por causa da cooperação que vocês têm dado ao evangelho, desde o primeiro dia até agora.”

Introdução:

Neste texto acima temos a palavra “cooperação” usada por Paulo, no original foi usada a palavra grega “koynonia” (termo usado entre os homens de negócio).

E por que a NVI não usou a expressão comunhão para traduzir esta palavra? 

Porque o que Paulo falou é que os crentes eram PARCEIROS nos negócios dele com Cristo.

Precisamos ter uma visão assim da vida cristã e do ministério.

Parceiros é um negócio sério e importante, não pode ser feito amadoramente, só na base da boa vontade e do “romantismo gospel”, todos somos sócios deste negócio, não podemos deixá-lo ir mal. 

Se a maioria dos crentes investisse no Reino como investe nos seus negócios, Jesus já teria voltado a terra para nos levar!

Quando deparamos com uma vida investindo somente nos seus interesses, Deus nos chama a atenção para olhar-mos para vida desse servo para refletir-mos e aprender a servir! 

I Co. 11:19 – POIS É NECESSARIO QUE HAJA DIVERGÊNCIAS ENTRE VOCÊS, PARA QUE SEJAM CONHECIDOS QUAIS DENTRE VOCÊS SÃO APROVADOS.

Paulo aconselhou aos Filipenses sobre a humildade a unidade e os adventos em potenciais que ainda estariam por vir para a igreja. 

Ele ora para que todos os cristãos cresçam em amor, conhecimento e discernimento. Sem escolher o melhor, e sim todas essas características.

Você deve se lembrar da importância dessa carta. Paulo tinha fundado a igreja em Filipos, assim que Paulo soube que os receptores da carta eram seus amigos e novos na fé. 

Paulo encheu sua carta com a alegria e o amor enquanto procurou tirar os medos dos Filipenses a respeito de sua prisão, e também para agradecer sua sustentação financeira, e os incentivar em sua fé. 

Fatos muito interessantes: 

O apelo ao Imperador:  Cada cidadão romano tinha o direito de apelar a César. Isto não significava que César ouviria o caso, mas por ser romano todos tentavam as cortes as mais elevadas no império. 

Paulo como um prisioneiro que está sendo injustiçado, usou a oportunidade de começar em Roma apelando seu caso a César (At. 25:12).

Paulo teve que pregar o evangelho em Roma, e começou eventualmente nestas exposições. Ele viu nisto uma porta aberta. 

Paulo respondeu: At. 25:10-12 - "Estou agora diante do tribunal de César, onde devo ser julgado. Não fiz nenhum mal aos judeus, como bem sabes. (11) Se, de fato, sou culpado de ter feito algo que mereça pena de morte, não me recuso a morrer. Mas se as acusações feitas contra mim por estes judeus não são verdadeiras, ninguém tem o direito de me entregar a eles. Apelo para César!" (12) Depois de ter consultado seus conselheiros, Festo declarou: "Você apelou para César, para César irá!

Prisão domiciliar:

At. 28:30 - “Por dois anos inteiros Paulo permaneceu na casa que havia alugado, e recebia a todos os que iam vê-lo.”

Nós não sabemos se Paulo foi mesmo para uma cadeia comum, mas uma coisa é fato, não seria possível das cartas serem escritas lá, suas 4 cartas conhecidas são fruto do tempo de 2 anos na prisão domiciliar mesmo com correntes. (Ef 6.20).

Em Roma, Paulo estava sob prisão residencial. Isto significou que poderia receber visitas e cartas e também poderia escrever. 

Mas para isso Paulo teve que financiar sua prisão residencial, alugando casa, pagando guardas. 

O texto diz que Paulo teve que pagar pelo seu próprio o apartamento alugado em Roma; teve que pagar pelos protetores como necessário por Roma. Embora a política normal de Paulo não fosse aceitar a sustentação das igrejas de modo que não pudesse ser acusado de ter de "um lucro pessoal," aceitou um presente dos Filipenses para sua sustentação na prisão (Fp. 4:10-18). 

Paulo escreveu diversas cartas durante este aprisionamento. Estas são chamadas as cartas da prisão, e aos Filipenses foi uma dessas (Outras foram Efésios e Colosseses). Paulo escreveu também cartas pessoais, tais como essa a Filemon. 

O Apoio dos Parceiros:

Lucas era com Paulo em Roma: II Tm. 4:11 - “Só Lucas está comigo.” 

E Timóteo por ser um discípulo era um visitante freqüente, como eram Tíquico (Ef 6.21), Epafrodito (4:18), e a Marcos (Cl 4.10). 

Paulo dá testemunho sobre os guardas imperiais (Soldados Romanos, (Fp 1.13) e ficou envolvido com os crentes de romamos. Paulo tinha chegado em Roma em torno de 59 dc e gastou dois anos sob a prisão residencial. 

A carta aos Filipenses foi escrita provavelmente no final desta prisão em Roma, em 61 dc. 

Para ser um efetivo parceiro de Cristo no Reino, você precisa como Paulo, se...

ENVOLVER DE FORMA PESSOAL E RELACIONAL: 

Fp. 1: 3, 8 - “Agradeço a meu Deus toda vez que me lembro de vocês.... e Deus é minha testemunha de como tenho saudade de todos vocês, com a profunda afeição de Cristo Jesus.”

ENVOLVER COM INTERCESSÃO: 

Fp. 1: 4ª - “Em todas as minhas orações em favor de vocês.”

ENVOLVER COM PRAZER: 

Fp. 1:.4b - “Sempre oro com alegria.” 
Amargura, mal humor, mágoa, azedume, não constrói nada!

ENVOLVER COM DEDICAÇÃO: 

Fp. 1: 5 - “por causa da cooperação que vocês têm dado ao evangelho, desde o primeiro dia até agora.” 

ENVOLVER COM FÉ: 

Fp. 1: 6 - “Estou convencido de que aquele que começou boa obra em vocês, vai completá-la até o dia de Cristo Jesus.” 

ENVOLVER COM UNIDADE & TRABALHO DE EQUIPE: 

Fp. 1:7 - “É justo que eu assim me sinta a respeito de todos vocês, uma vez que os tenho em meu coração, pois, quer nas correntes que me prendem, quer defendendo e confirmando o evangelho, todos vocês participam comigo da graça de Deus.” 

A igreja estava na cadeia com ele, este era o espírito, porque todos eram parceiros, inclusive nas lutas e provações.

Conclusão:

Como você vai desenvolver o seu ministério? Esse é o nosso padrão e modelo.

O que você pode fazer para o seu próximo esta semana? Para o Reino como sócio do Reino, cooperador de Deus, parceiro de Deus? Faça sua parte com gozo!

Paulo espera que os seguidores de Cristo defendam e demonstrem com a sua própria vida o evangelho de Cristo.

O Ministério de Cristo em nossa igreja, precisa que você dedique...

TEMPO – DINHEIRO – HABILIDADE – DEDICAÇÃO = VIDA

POSTAGEM MAIS ACESSADAS:

O OBREIRO E A ÉTICA NO PULPITO

O TABERNÁCULO E SUAS MEDIDAS:

EXISTEM 4 TIPOS DE TEMPERAMENTOS! VOCÊ CONHECE SEU TEMPERAMENTO?

PASSOS DA FÉ - Marcos 11:22 - 24

O CRENTE E O USO DA GRAVATA E O PALETÓ!

AGEU - O PROFETA DA CONSTRUÇÃO DO TEMPLO

ETIQUETA E AS BOAS MANEIRAS NO CULTO

ÉTICA DO OBREIRO E O RELACIONAMENTO ENTRE SEUS COLEGAS

ESTATUTO DO CONSELHO DE PASTORES E LÍDERES EVANGÉLICOS DE VARGEM GRANDE PAULISTA - COPLEV