PONTOS FUNDAMENTAIS, PARA VIVER UM CASAMENTO FELIZ!

Diante de uma sociedade composta de crentes e descrentes, confusa, desgatada, stressada; me leva a refletir um pouco sobre um assunto que parece ser muito facil de falar e dificil para viver.

o casamento uma instituição criado por deus, que deveria ser duradora, isto é, até que a morte os separe, vem a cada dia sendo alvo de artimanhas do inimigo de nossas almas, para destruir, causando duvidas: será que amo o meu cônjuge como antes, faltando dialogo entre os cônjuge, companherismo, compreenssão, respeito. tenho visto e ouvido como a igreja do senhor jesus que deveria ser um exemplo em tudo, tem  sofrido com esta situação, muitos lideres de diversas igrejas tem encontrado muita dificuldade para lidar com este assunto, chamado "separação, divorcio".

abaixo coloco alguns pontos fundamentais para que possamos ler, absorver e analisar, sobre a importância do casamento: 

Por que casamos?

Gn 1.26-31 – “Então disse Deus: “Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança. Domine ele sobre os peixes do mar, sobre as aves do céu, sobre os grandes animais de toda a terra e sobre todos os pequenos animais que se movem rente ao chão”. – (27)  Criou Deus o homem à sua imagem, à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou. – (28) Deus os abençoou, e lhes disse: “Sejam férteis e multipliquem-se! Encham e subjuguem a terra! Dominem sobre os peixes do mar, sobre as aves do céu e sobre todos os animais que se movem pela terra”. – (29) Disse Deus: “Eis que lhes dou todas as plantas que nascem em toda a terra e produzem sementes, e todas as árvores que dão frutos com sementes. Elas servirão de alimento para vocês. – (30) E dou todos os vegetais como alimento a tudo o que tem em si fôlego de vida: a todos os grandes animais da terra, a todas as aves do céu e a todas as criaturas que se movem rente ao chão”. E assim foi.  – (31) E Deus viu tudo o que havia feito, e tudo havia ficado muito bom. Passaram-se a tarde e a manhã; esse foi o sexto dia.”
Casamos para sermos a imagem de Deus no mundo.
A imagem de Deus aparece quando o amor entre um homem e uma mulher é contínuo e generoso.

Como decidimos?
Gn 2.21-24 – “Então o SENHOR Deus fez o homem cair em profundo sono e, enquanto este dormia, tirou-lhe uma das costelas, fechando o lugar com carne.  – (22) Com a costela que havia tirado do homem, o SENHOR Deus fez uma mulher e a levou até ele. – (23)  Disse então o homem: “Esta, sim, é osso dos meus ossos e carne da minha carne! Ela será chamada mulher, porque do homem foi tirada”. – (24) Por essa razão, o homem deixará pai e mãe e se unirá à sua mulher, e eles se tornarão uma só carne.”
Decidimos com igualdade em nosso círculo de intimidade.
Decidimos com cada batida do nosso coração.

Como concebemos nosso futuro?
Decidimos com o DNA do homem e o DNA da mulher na presença de Deus.
DNA – é a soma das minhas experiências e a minha visão de como amar melhor.

Como executamos as decisões conjuntas, a dois, e liberamos o amor?
Executamos as nossas decisões como mãos unidas.
O homem – a mão direita do amor de Deus.
A mulher – a mão esquerda do amor de Deus.
Jesus – a mente perfeita do amor de Deus.
I Co 2.15-16 – “Mas quem é espiritual discerne todas as coisas, e ele mesmo por ninguém é discernido; pois – (16) quem conheceu a mente do Senhor para que possa instruí-lo? Nós, porém, temos a mente de Cristo.”

Como continuamos apaixonados?
Mantendo as nossas intenções unidas diariamente.
Vivendo o primeiro amor.
Ap 2.4-5 – “Contra você, porém, tenho isto: você abandonou o seu primeiro amor. – (5) Lembre-se de onde caiu! Arrependa-se e pratique as obras que praticava no princípio. Se não se arrepender, virei a você e tirarei o seu candelabro do lugar dele.”
Ouvindo – elogiando – agradecendo – confessando – afirmando – desejando o melhor – resolvendo problemas – agindo juntos

Como o amor e a alegria fluem constantemente no casamento?
Através da perfeita presença de Jesus em nós, a Videira verdadeira.
João 15.1-5 - “Eu sou a videira verdadeira, e meu Pai é o agricultor. – (2) Todo ramo que, estando em mim, não dá fruto, ele corta; e todo que dá fruto ele poda, para que dê mais fruto ainda. – (3) Vocês já estão limpos, pela palavra que lhes tenho falado. – (4) Permaneçam em mim, e eu permanecerei em vocês. Nenhum ramo pode dar fruto por si mesmo, se não permanecer na videira. Vocês também não podem dar fruto, se não permanecerem em mim. – (5) Eu sou a videira; vocês são os ramos. Se alguém permanecer em mim e eu nele, esse dará muito fruto; pois sem mim vocês não podem fazer coisa alguma.”
Recebemos o amor e a alegria diretamente de Deus em Cristo.
Compartilhamos e misturamos a nossa alegria e o nosso amor um com o outro e, assim, deixamos aparecer a imagem de Deus, que é amor contínuo e generoso.

Compromisso do casal:
Existimos para sermos a imagem de Deus no mundo.
Tomaremos decisões a dois na igualdade, no nosso círculo de intimidade e na presença amorosa de Deus.
Respeitamos o DNA do nosso cônjuge para conceber um futuro saudável.
Executamos as nossas decisões em público como mãos unidas.
Viveremos o primeiro amor diariamente para manter as nossas intenções unidas.
Permaneceremos na Videira verdadeira para recebermos amor e alegria, regozijarmos no amor e na alegria e para repartimos o amor e a alegria com todos os que precisam de nós.

POSTAGEM MAIS ACESSADAS:

O OBREIRO E A ÉTICA NO PULPITO

O TABERNÁCULO E SUAS MEDIDAS:

EXISTEM 4 TIPOS DE TEMPERAMENTOS! VOCÊ CONHECE SEU TEMPERAMENTO?

PASSOS DA FÉ - Marcos 11:22 - 24

AGEU - O PROFETA DA CONSTRUÇÃO DO TEMPLO