CLÍNICA DA ALMA: CONSTRUINDO E DESTRUINDO RELACIONAMENTO?



Rm. 12:5 - Assim também em Cristo nós, que somos muitos, formamos um corpo, e cada membro está ligado a todos os outros.

Gl. 6:8 - Quem semeia para a sua carne, da carne colherá destruição; mas quem semeia para o Espírito, do Espírito colherá vida eterna.

Todos nós fomos criados para viver em comunidade

Nós fomos feitos para nos relacionar, criados para caminharmos junto com outras pessoas pela vida, formados para viver numa família.

Talvez você não perceba, mas você está ligado às pessoas que estão sentadas perto de você. Mas, podemos nos desligar. Tenho algumas perguntas para você...

- Por que os relacionamentos se deterioram?
- Por que os relacionamentos vão mal?
- O que destrói os relacionamentos e como reconstruí-los?
- O que podemos fazer para construir novos relacionamentos?
- Ou como você pode prevenir que se deteriorem?

A Bíblia nos diz que estamos ligados. Como permanecer ligados? Você já percebeu que Deus gosta de variedade?

Um dos propósitos dos pequenos grupos, é nos capacitar para os relacionamentos.

PG’s são verdadeiros laboratórios onde aprendemos a conviver com os outros.

As habilidades que você adquire num pequeno grupo podem ser aplicadas em seu trabalho, podem ser aplicadas em sua família, podem ser aplicadas, se você for casado, ao seu relacionamento conjugal, podem ser aplicadas ao se ministério. É o laboratório para aprender a se relacionar com outras pessoas.

Infelizmente não aprendemos por aí como manter os relacionamentos saudáveis. Você nunca teve uma aula sobre isto no colégio, nunca teve uma matéria onde aprendesse sobre bons relacionamentos, mesmo que este seja um assunto de suma importância na vida.

Então vamos responder hoje a estas perguntas

O que destrói bons relacionamentos?

O que constrói bons relacionamentos?

O que destrói um relacionamento e como reconstruí-lo?

Todo problema que você tem em seus relacionamentos, vem como resultado de uma dessas questões.

Estes 4 fatores são os inimigos da vida de comunidade:

O EGOÍSMO DESTRÓI RELACIONAMENTOS:

Tg 4.1-2 - De onde vêm as guerras e contendas que há entre vocês? Não vêm das paixões que guerreiam dentro de vocês? Vocês cobiçam e não alcançam; matam e invejam, mas não conseguem obter o que desejam. Vocês vivem a lutar e a fazer guerras. Não têm, porque não pedem.”

O egoísmo destrói os relacionamentos. Este é o inimigo número 1.

É o primeiro a causar conflitos, o número um em provocar discussões, o primeiro nas causas de divórcio. É o principal motivo das guerras.

O egoísmo penetra fácil e sorrateiramente no relacionamento.

Quando você inicia um relacionamento se esforça para ser altruísta, como num encontro a dois, com vistas a um possível namoro:

“Por favor, você primeiro…”. Sabe como é? No começo você é bonzinho, mas com o passar do tempo, o egoísmo começa a aparecer. Você concorda comigo que nos esforçamos mais para fazer um relacionamento do que para mantê-lo? Sim é verdade.

Alguns aqui já me ouviram falar sobre os cinco estágios do casamento frio - Extraído de “Os sete estágios de um casamento frio” - de Dennis e Bárbara Rainey:

1º. Ano: “querida, estou preocupado com esse seu resfriado. Por isso liguei para uma ambulância vir rápido para levá-la ao hospital para um checkup e uma semana de descanso. Eu sei que você não gosta da comida do hospital, por isso vou mandar refeições especiais para você”. Isso acontece no primeiro ano do casamento.

2º. Ano: “Querida, não estou gostando nada, nada dessa sua tosse. Pedi para o Dr. Knotts dar uma ligada. Vou chegar logo para por você na cama”.

3º. Ano: “Acho que você está com febre. Por que você não vai até o pronto socorro para alguém medicá-la? Eu fico com as crianças”. Prestativo, não?

4º. Ano: “Escute, seja razoável. Depois que você der comida e banho nas crianças, lavar a louça, acho que realmente, você deve ir para a cama”.

5º. Ano: “Que barbaridade! Você precisa tossir tão alto? Não consigo ouvir a TV. Você se importa de mudar de sala enquanto está passando esse programa? Você parece um cachorro latindo”.

A questão é a seguinte: Com o tempo nós simplesmente paramos de nos esforçar. Bem, todos nós sabemos que o egoísmo destrói relacionamentos. Sabemos disso.

Então por que não mudamos? Ou, melhor ainda, por que não conseguimos mudar?

Por que não podemos ser um pouco menos egoístas? Bem, há algumas razões:

O EGOÍSMO É NATURAL.

O ser humano é egoísta. Não fico preocupado com você a maior parte do tempo. Penso em mim, em minhas necessidades, meus interesses e minhas mágoas. Como estou? Como me sinto? Quem me magoou? Você também não pensa muito a meu respeito. Pensa mais sobre si mesmo do que sobre qualquer outra pessoa. Você pensa a seu respeito o tempo todo. Ser egoísta é natural.

O EGOÍSMO É CULTURAL:

Nós não apenas somos egoístas por natureza, como também tudo em nossa cultura nos incentiva a sermos centrados em nós mesmos. Você já notou que todas as propagandas que chegam até você apelam para seu egocentrismo? São coisas do tipo: “Faça do seu jeito”, “Fazemos tudo por você”. Tudo gira em torno de você. Tenho que pensar no que é melhor para mim. “Feito para você”. Você já viu o mais recente comercial da Sprite:  “Obedeça sua sede”?

Da mesma forma que o egoísmo destrói relacionamentos, temos uma virtude que o edifica...

PORÉM A ABNEGAÇÃO CONSTRÓI RELACIONAMENTOS:

Pv. 28:25 - “O ganancioso provoca brigas, mas quem confia no Senhor prosperará.”

Pv 28.25 - O egoísta sempre causa problemas (NTLH).

O que significa abnegação? Quer dizer um pouco menos de “meu” e um pouco mais de “seu”.

Significa pensar um pouco menos em mim e um pouco mais em você. Isso é ser altruísta. Eu não estou no centro do universo. Estou pensando nas outras pessoas.

Fp 2.4 - “Cada um cuide, não somente dos seus interesses, mas também dos interesses dos outros.” - Isso é abnegação.
Bom, os lugares favoritos de Deus onde quer lhe ensinar o altruísmo são:

1. SUA FAMÍLIA,

2. SEU PEQUENO GRUPO.

Por quê? Porque são pessoas próximas a você, mais próximas do que o comum. É mais fácil viver isolado na multidão.

A maior lição na vida é aprender a deixar de ser egoísta.

Essa é a lição de vida número 1. Também recebe o nome de amor.

Infelizmente, muita gente passa pela vida e nunca aprende sua maior lição. Desperdiçam a vida. Perdem completamente o motivo de estarem vivos aqui na terra: aprender como deixar de ser egoístas.

Isso não acontece da noite para o dia. Você não aprende a abnegação repentinamente. Isso vai levar o resto da sua vida porque é um processo de crescimento.

Há somente um modo pelo qual pode ser feito: É pelo Espírito de Deus vivendo em você.

Gl. 6:9 - E não nos cansemos de fazer o bem, pois no tempo próprio colheremos, se não desanimarmos; isto é, “Vivam livremente, animados e motivados pelo Espírito de Deus, e assim não alimentarão suas compulsões egoístas”.

Você sabia que todos nós somos compulsivos? Todos nós. Somos compulsivamente egoístas.

Vamos ver o segundo fator que destrói relacionamentos!

O ORGULHO DESTRÓI RELACIONAMENTOS.

Pv 13.10 - O orgulho só gera discussões, mas a sabedoria está com os que tomam conselho.

Este é o segundo grande inimigo que mata os relacionamentos.

O orgulho destrói relacionamentos.

O orgulho se manifesta de diferentes maneiras: aparece primeiro como um espírito crítico. Se você é crítico com as pessoas, tende a julgar os outros, tem a tendência de olhar altivamente, ser exigente demais e perfeccionista, você tem problema com o orgulho.

Se você tem a tendência de ser competitivo demais e está sempre fazendo comparações como: “Olha só o vestido dela, o meu é mais bonito!”, ou “Veja o carro dele, o meu é melhor!”. Ou se está sempre comparando salários, maridos, títulos, empregos, jeito de fazer ou coisas assim… Sabe de uma coisa?

Você tem problemas com o orgulho ou com a baixa estima. Esse espírito de comparação, de sempre estar olhando para os outros, julgando e comparando, isso é problema de orgulho.

Se você é teimoso, tem dificuldades para pedir desculpas, se seu pedido de desculpas engasga na garganta, se nunca admite estar errado… Você tem problemas com orgulho.

Se seus relacionamentos são superficiais e tudo em sua vida é mantido na superficialidade, se não permite que ninguém se aproxime e mantém todos à distância… Se você usa o humor para manter a superficialidade das coisas, não deixa nada aprofundar-se, continua fingindo e usando suas máscaras… Isso é problema de orgulho. Quando você é superficial e não se interessa pelas outras pessoas, isso é orgulho.

O problema do orgulho é que ele nega a si mesmo.

Todos podem vê-lo, menos nós mesmos. Quando estou cheio de orgulho, não consigo percebê-lo em mim mesmo. Todos enxergam menos eu.

Por isso a Bíblia diz em Pv 16.18 - O orgulho vem antes da destruição; o espírito altivo, antes da queda.

O orgulho destrói a pessoa. Uma atitude orgulhosa leva à ruína. Gosto demais dessa forma, parafraseada:

Primeiro o orgulho, depois a queda. Quanto maior o ego, maior a queda”.

Você teve uma grande queda? Isso demonstra o tamanho de seu ego.

Então, qual é o antídoto? Já que orgulho destrói relacionamentos?

PORÉM A HUMILDADE CONSTRÓI RELACIONAMENTOS: 

I Pe 3.8 - Quanto ao mais, tenham todos o mesmo modo de pensar, sejam compassivos, amem-se fraternalmente, sejam misericordiosos e humildes.

Esse é o remédio contra o orgulho: a humildade. A humildade constrói relacionamentos.

Ouçam quais são os cinco fatores que constroem relacionamentos:

a.    O mesmo modo de pensar,
b.    Sejam compassivos,
c.    Amem-se fraternalmente,
d.   Sejam misericordiosos
e.    E humildes. “Vivam em harmonia”.

Sejam solidários. “Amem uns aos outros. Tenham compaixão e sejam humildes”. Esses cinco fatores na realidade estão firmados sobre o último deles – a capacidade de ser humilde.

Como nos tornamos uma nova pessoa? Como começamos a pensar de modo diferente!

Mas há um terceiro problema a ser enfrentado, é...

A INSEGURANÇA DESTRÓI RELACIONAMENTOS:

Pv 29.25 - Quem teme o homem cai em armadilhas, mas quem confia no Senhor está seguro.

A insegurança destrói relacionamentos.

“O medo das opiniões dos homens nos limita”

Quando fico inseguro porque estou preocupado com sua opinião a meu respeito, isso me limita, prejudica minha vida. Qual é o problema com esse tipo de medo? O que ele faz para prejudicar meus relacionamentos?

Bem, quando estou inseguro, minha tendência é tentar controlar os outros e isso destrói relacionamentos.

 “Eu odeio você”. Quando as pessoas chegam a dizer isso num relacionamento, é quase sempre um sinal de que alguém está tentando controlar o outro.

Qual é a vantagem de obter o controle? Medo. A insegurança faz com que tenhamos vontade de controlar os outros e nos faz resistir ao controle dos outros sobre nós. Isso destrói relacionamentos.

Percebeu, vivemos um dilema impressionante como seres humanos. Queremos estar próximos, mas também sentimos medo de nos aproximar.

Queremos, e ao mesmo tempo, não queremos. Queremos ter intimidade com outras pessoas, mas também morremos de medo da intimidade.

Lembre-se: A INSEGURANÇA IMPEDE A INTIMIDADE.

Do que temos medo nos relacionamentos? Bem, há uma série de coisas.

TEMOS MEDO DA EXPOSIÇÃO:

Temos medo de que alguém descubra como somos na realidade. Por isso nos escondemos, não queremos que as pessoas saibam quem somos na realidade.

Esse é o medo mais antigo do homem, que vem lá do tempo de Adão, o primeiro homem, em Gn. 3.10 - Ouvi teus passos no jardim e fiquei com medo, porque estava nu; por isso me escondi.

Eu fiquei com medo porque estava nu e me escondi”. Quando estamos com medo, nos escondemos. Nós nos cobrimos, usamos máscaras. Fingimos ser quem não somos.

É interessante como hoje o problema não é a nudez física, mas sim, a emocional.

TEMOS MEDO DA REJEIÇÃO:

Mas há um medo ainda mais profundo do que esse que é o medo da rejeição. Esse deve ser o maior medo do ser humano. O medo de ser rejeitado. Todos nós somos rejeitados em alguma ocasião e sabemos como isso dói. Por isso, temos medo e nos fechamos dizendo: “Nunca mais vou deixar alguém me magoar”. Construímos muros ao nosso redor.

Você tem muros ao seu redor? Qual é a altura deles?

Não deixe isso endurecer seu coração. Não levante muros ou forme uma crosta, nem se feche numa concha.

Converse com alguém. Uma pessoa com quem vocês:

- se identifiquem,
- a quem possa incentivar,
- com quem possam crescer,
- apoiar,
- compartilhar,
- alguém a quem possam contar como vocês são na realidade.

E essa pessoa vai fazer o mesmo com você. Isso é ser parceiro espiritual.

A insegurança destrói os relacionamentos. O que os constrói, então?

PORÉM O AMOR CONSTRÓI RELACIONAMENTOS:

I Jo 4.18 - No amor não há medo; ao contrário o perfeito amor expulsa o medo, porque o medo supõe castigo.

O AMOR constrói os relacionamentos.

Aquele que tem medo não está aperfeiçoado no amor. Como funciona isso? Como é que o amor expulsa o medo?

Ele faz o seguinte: Tira o foco de você e focaliza o outro. Isso faz toda a diferença.

Tenha consciência do quanto Deus o ama. Perceba que Ele o ama mais do que você possa imaginar. No momento em que você começar a se dar conta de quanto Deus o ama, vai dizer...

“NÃO PRECISO PROVAR MAIS NADA A NINGUÉM”

“Não tenho que passar minha vida toda tentando impressionar outras pessoas porque já sei que Deus me ama”.

Você tem noção de como isso pode nos libertar? Sabe como é gostoso viver assim?

De repente, minha identidade meu valor pessoal, não ficam mais presos à opinião que você possa fazer a meu respeito.

Bem, temos agora o quarto inimigo do relacionamento,

O RESSENTIMENTO DESTRÓI RELACIONAMENTOS:

Jó 5.2 - O ressentimento mata o insensato, e a inveja destrói o tolo.

E é um grande inimigo.

O ressentimento destrói os relacionamentos.

Você será magoado na vida! O mais importante é o que você vai fazer com essa mágoa.

O que você faz é mais importante do que a própria mágoa. Você vai permitir que isso contribua para seu crescimento? Ou vai permitir que o torne amargo ressentido e carregue o rancor pelo resto da vida?

Ressentimentos são pequenas coisas que vão se acumulando e você começa a empilhá-las.

O que você fazer com as pequenas irritações? Bem há duas ou três opções.

Primeiro: Peça a Deus que encha seu coração de amor para que as irritações não o perturbem mais. Porque conviver, é aprender a se relacionar.

Segundo: Você pode procurar a pessoa que o irrita e conversar pessoalmente. Você diz: “Pode ser que seja eu, desculpe. Ou talvez eu esteja sendo sensível demais, mas esse tipo de coisa me irrita. Será que podemos conversar a respeito? Você fala demais”. Ou seja, lá o que for.

Quero esclarecer algo: Ter raiva nem sempre é errado. O ressentimento está sempre errado.

Há um tipo correto e outro errado de raiva. Quando vejo injustiça no mundo, é melhor eu sentir raiva. Algumas vezes a raiva é resultado do amor. Se você atacar um dos meus filhos, vou ficar com raiva. Essa raiva é legítima. De fato, a Bíblia diz: quando vocês ficarem irados, não pequem.

Em outras palavras, há um modo de sentir raiva e não pecar. Há também um modo de sentir raiva e pecar. 

Mas ressentimento está sempre errado. Ele vem quando você armazena um estoque de raiva em seu coração.

O RESSENTIMENTO É A IRA CONGELADA.

O ressentimento não funciona. Ele nunca fere a outra pessoa. Só atinge você. É como dar um tiro de revolver em si mesmo para tentar atingir o outro com o coice da arma.

Quando você está ferido, precisa de outras pessoas ao seu redor, que possam pensar racionalmente, sem um grande envolvimento emocional.

Caso uma pessoal, coloca álcool no fogo de seus ressentimentos, ai não é lugar de fé, esperança, amor, cura, restauração, bênção, refrigério, graça, então não é um bom lugar para você.

Quando começar a ficar amargurado, não conseguir pensar corretamente, precisa de pessoas que não estejam amarguradas ao seu redor para ajudá-lo a pensar direito e evitar que você tome atitudes estúpidas. Isso tem lógica para você? É o que a Bíblia diz.

Hb 12.15 - Cuidem que ninguém se exclua da graça de Deus…” isto é, “cuidem uns dos outros; que nenhuma raiz de amargura brote e cause perturbação, contaminando muitos.

Não deixe essa raiz brotar dentro de si.

E outra realidade é que por vezes acabamos magoando as pessoas que mais queremos amar como nossos familiares. Aqueles a quem mais queremos amar, acabamos magoando mais.

Então qual é a solução?

PORÉM, O PERDÃO CONSTRÓI RELACIONAMENTOS:

Cl 3.13 - Suportem-se uns aos outros e perdoem as queixas que tiverem uns contra os outros. Perdoem como o Senhor lhes perdoou.

O antídoto para o ressentimento é o perdão.

O PERDÃO constrói os relacionamentos da mesma forma que o ressentimento os destrói. Se você vai ter um casamento duradouro, para sempre, que dure sua vida toda, precisará de doses maciças de perdão.

Por que devo perdoar as outras pessoas? Bem, temos pelo menos três razões:

O ressentimento não dá certo, somente torna sua vida miserável.

Guardar rancor, vai apenas ferir a você mesmo com sua raiva. Não ajuda em nada. Então perdoe para seu próprio benefício, porque o ressentimento não compensa, somente o deixa chateado.

Você foi perdoado por Deus.

Você vai precisar ser perdoado futuramente e, portanto, é melhor oferecer perdão aos outros agora.

Nós sabemos fazer a oração do “Pai nosso”:

Perdoa nossas faltas, nossos pecados, assim como perdoamos aos que têm pecado contra nós”.

Deus, eu quero que tu me perdoes tanto quanto tenho perdoado os outros. “Uau! Será que eu quero isso mesmo?” Nós perdoamos porque Deus diz que precisamos perdoar para nosso próprio bem.

Você não consegue perdoar por si só. O amor humano acaba.

Você precisa do amor sobrenatural de Deus agindo dentro de você.

Ilustração:

No filme:A corrente do bem”, a personagem da atriz Helen Hunt procura e encontra sua mãe que vive nas ruas, a fim de perdoá-la. É uma cena muito forte. Vamos ver.

CORRENTE DO BEM (Pay it forward) (2000)

Você precisa perdoar alguém? Você precisa tirar alguém do gancho? Quero explicar o que não é perdão. Perdão não é inventar desculpas. A pessoa que feriu você o fez de verdade. É real. Perdão não é minimizar a dor. Ela dói. Perdão não é justificar o acontecido, dizendo que não é grande coisa. Foi grande. Perdão não é dizer que não foi errado. Foi um erro.

Então, o que é perdão?

Perdoar é liberar a dor e abrir mão do meu direito de vingança.

Por que alguém faria isso? Para seu próprio bem.
Sl. 73:21-22 - Quando o meu coração estava amargurado e no íntimo eu sentia inveja, agi como insensato e ignorante; minha atitude para contigo era a de um animal irracional.

Deixa eu te fazer uma pergunta muito séria: Você merece ser perdoado por Deus? Não.  - Mas Deus o perdoa de qualquer forma, com sua graça e bondade.

Veja bem, o ressentimento transforma seu coração num deserto, e seca você, emocionalmente falando. Você não tem mais nada a repartir com os outros, com seu namorado, marido, amiga, esposa, pais, filhos. Você não tem nada a dar porque está preso ao passado e não pode avançar para o futuro.

Quero fazer-lhe perguntas bem pessoais:

- Você precisa ser menos egoísta com alguém?
- Você tem julgado demais os outros?
- Você no tem tido disposição de reconhecer quando está errado para dizer: “Eu errei. Sinto muito. Você pode me perdoar?”
- Você tem sentido medo de ser verdadeiro com as outras pessoas e está guardando cartas na manga do colete, negando suas emoções e escondendo sua nudez emocional?
- Você já compartilhou algum segredo com alguém? Você está doente por causa do acúmulo dos seus segredos? A quem você precisa perdoar?

Conclusão:

Agora sabemos que todos os antídotos ao ressentimento, à insegurança, ao egoísmo e ao orgulho, são encontrados no relacionamento pessoal com Jesus Cristo.

Isaias 43:18-19 - Esqueçam o que se foi; não vivam no passado. Vejam, estou fazendo uma coisa nova! Ela já está surgindo! Vocês não a reconhecem? Até no deserto vou abrir um caminho e riachos no ermo.

Quando você conserta esse relacionamento todos os outros entram nos eixos.

Você precisa permitir que Jesus Cristo seja o Senhor, o dirigente, o chefe de sua vida. Deixe-o encher você com seu amor e você vai começar a ter grandes relacionamentos com as outras pessoas.

Ef. 4:22-24 - A serem renovados no modo de pensar e a revestir-se do novo homem, criado para ser semelhante a Deus em justiça e santidade provenientes da verdade.

Fp. 2:3; 5-6 - Nada façam por ambição egoísta ou vaidade, mas humildemente considerem os outros superiores a si mesmos. Seja a atitude de vocês a mesma de Cristo Jesus, o qual, embora sendo Deus, não considerou que o ser igual a Deus era algo a que devia apegar-se.

POSTAGEM MAIS ACESSADAS:

O OBREIRO E A ÉTICA NO PULPITO

O TABERNÁCULO E SUAS MEDIDAS:

EXISTEM 4 TIPOS DE TEMPERAMENTOS! VOCÊ CONHECE SEU TEMPERAMENTO?

AGEU - O PROFETA DA CONSTRUÇÃO DO TEMPLO

PASSOS DA FÉ - Marcos 11:22 - 24