OS CINCO ESTÁGIOS DA COMUNICAÇÃO

Nunca se falou tanto em crescimento, carreira e aprimoramento profissional como ultimamente. O mercado torna-se cada vez mais exigente, não somente em qualificação, mas essencialmente em relacionamento; tanto que a área de RH obteve um grande crescimento em expressão e importância nas organizações. Mas o que torna esse setor tão essencial?

Simplesmente porque organizações vivem de pessoas, em outras palavras, somos uma comunidade que visa como comum o bem da organização; poderíamos até mudar o significado de RH de "Recursos Humanos" para "Relações Humanas", por ser estas tão necessárias. 

Em todo relacionamento é essencial a comunicação. Vamos analisar alguns estágios dessa comunicação nas organizações.

Estágio 1: COMUNICAÇÃO BÁSICA. Neste estágio está os cumprimentos, a conversação formal, trivial e também superficial. Este nível é executado por todo mundo, quando adentramos na empresa e saudamos pessoas com um "bom dia" ou"olá". Neste nível não se obtém nada além de uma resposta rápida e na mesma proporção de simpatia. Não gera comprometimento, aproximação ou outro tipo de relacionamento, pois o mesmo é feito ao andar pela rua, com diversas pessoas que talvez nunca mais serão vistas.

Estágio 2: COMUNICAÇÃO DE ROTINA. Neste nível há uma troca de informações que podem ou não serem seguidas de comentários pessoais. Após a saudação inicial se propõe um breve diálogo; "passou bem a noite?" ou ainda "tudo bem contigo?". Normalmente as respostas são mais breves, principalmente do lado masculino, onde existe mais receio da exposição. É um estágio comum nas organizações, principalmente pelo administrativo ou como muitos dizem: do "pessoal do escritório".

Estágio 3: COMUNICAÇÃO DAS IDEIAS. Aqui tem início a liberdade, pois neste nível você arrisca-se expondo os seus próprios pensamentos e opiniões. É um estágio onde o profissional começa a se sentir mais solto na organização, desenvolve-se, pois tem a liberdade de expor os prós e contra das atribuições e processos no dia a dia. Normalmente ele está mais propenso à um crescimento profissional, pois expõe com mais facilidade as opiniões e utiliza "brainstorm" como ferramenta. Neste caso, pode surgir intimidades, em diversos níveis, entre os profissionais. 

Estágio 4: COMUNICAÇÃO EFETIVA.  A comunicação neste estágio é mais conceituada, com mais efeito, existe um aprimoramento das ideias, uma análise antes da exposição das mesmas. Começa-se a atingir um nível gerencial, onde as decisões começam a ser elaboradas de modo consistente. As pessoas se comunicam de forma mais clara, voz mais branda, o peso da autoridade está condicionado não ao poder e sim à responsabilidade das decisões expostas.

Estágio 5: COMUNICAÇÃO POR RESULTADO.  Um nível de conhecimento aliado à uma grande expertise, histórico de mercado, organização e de produtos são relevantes. Profissionais neste estágio estão normalmente envolvidos em reuniões e o tempo é um bem precioso; por isso, utiliza os níveis 1 e 2 com a maioria da organização, dedicando-se à ater-se com profissionais de nível 3 e 4.

A tarefa dos líderes é conseguir melhorar em suas organizações os diversos estágios da comunicação, proporcionando assim, condições de maior crescimento e comprometimento, para que cada profissional possa superar seus limites, e terem a oportunidade de subir níveis, e a comunidade na qual o mesmo está inserido, a organização, possa desfrutar dos talentos ocultos.





FONTE DE INFORMAÇÕES:

Site: www.institutojetro.com
Autor: Marcus Borel

POSTAGEM MAIS ACESSADAS:

O OBREIRO E A ÉTICA NO PULPITO

O TABERNÁCULO E SUAS MEDIDAS:

EXISTEM 4 TIPOS DE TEMPERAMENTOS! VOCÊ CONHECE SEU TEMPERAMENTO?

PASSOS DA FÉ - Marcos 11:22 - 24

AGEU - O PROFETA DA CONSTRUÇÃO DO TEMPLO