LÁBIOS BAJULADORES

www.prnatanaelsp.com.br
Salmo 12:2 - "FALAM COM FALSIDADE UNS AOS OUTROS, FALAM COM LÁBIOS BAJULADORES E CORAÇÃO FINGIDOS."

O Salmo 12 é atribuído a Davi e vemos claramente o rei em um momento de decepção para com as pessoas que estavam ao seu redor. Parece que algumas pessoas que estavam do seu lado, mudaram de lado e de opinião de uma hora para outra. Ele começa o salmo dizendo em um lamento "desaparecem os fiéis entre os filhos dos homens".

Davi enfrentava a experiência de ser traído por aqueles que o bajulavam, o que é pior.

Olhando para a decepção de Davi podemos perceber que muitas vezes nos encontramos como ele, decepcionado com pessoas. Precisamos lutar contra este sentimento que brota em nossos corações depois de uma traição de pessoas que confiávamos demais. O primeiro cuidado que precisamos ter em um momento assim é entendermos que vamos ser tentados a generalizar tudo e todos. Se fizermos isto, poderemos até evitar a dor mas com certeza limitaremos as alegrias que poderiam acontecer em nossa vida.

Não é porque alguém me traiu ou um grupo de bajuladores me virou as costas que todas as pessoas serão assim. Ninguém é igual ao outro, podemos ter boas surpresas quando tratamos a todos individualmente.

Como pastores, corremos o risco de sempre generalizar situações de conflito na igreja e dizer que as "igrejas são todas iguais". Segundo cuidado é perceber os "relacionamentos funcionais" que temos em nosso ministério como pastor, para que tenhamos relacionamentos saudáveis e não tenhamos este sentimento de decepção.

Muitas pessoas querem estar do lado do seu líder, do pastor ou do bispo. É uma aproximação verdadeira motivada pela nossa função, porém a complicação é quando pensamos que são nossas "fiéis amigas".

É natural que muitas pessoas queiram estar ao lado do pastor o apoiando e o ajudando, porém a grande maioria delas não são amigas íntimas e quando deixamos a função (naquela igreja), possivelmente não teremos mais a presença desta pessoa nos apoiando.

RELACIONAMENTO FUNCIONAL

Não conseguimos digerir muito bem este negócio de "relacionamento funcional", porém se não fizermos um esforço para entender isto, muitas vezes vamos nos frustrar e ter uma visão errada das situações.

Pessoas muitas vezes nos abraçam porque somos seus líderes, nos convidam para passear juntos, porque somos seus líderes e se deixamos de o ser, logo convidarão o seu novo líder, simples assim!

Muitas vezes as pessoas se decepcionam com o seu líder e não com o amigo, porém isto é difícil da gente separar. Pensamos que se alguém se decepciona comigo como pastor, também está decepcionado com o amigo. Nem sempre é assim. Já vi pessoas que falam de uma decepção com a pessoa de seu líder, mas o elogiam como liderança e falam da certeza que tem da unção sobre sua vida. Vi também pessoas amarem seu líder como pessoa mas o acharem fraco e limitado em sua liderança.

Precisamos saber nos guardar como pessoa e também como líder, pois se gostamos da bajulação em uma hora, podemos ter a traição em outra.

Davi pagou um preço caro por não cortar a bajulação na hora certa, não se engane pois se não soubermos lidar de forma equilibrada com nossos relacionamentos na igreja, poderemos nos decepcionar como Davi neste salmo.

O revestimento para isto é humildade e sabedoria. Sempre na graça Dele!





FONTE DE INFORMAÇÕES:

Site: www.institutojetro.com
Autor: Armando Altino da Silva Júnior

POSTAGEM MAIS ACESSADAS:

O OBREIRO E A ÉTICA NO PULPITO

O TABERNÁCULO E SUAS MEDIDAS:

EXISTEM 4 TIPOS DE TEMPERAMENTOS! VOCÊ CONHECE SEU TEMPERAMENTO?

PASSOS DA FÉ - Marcos 11:22 - 24

O CRENTE E O USO DA GRAVATA E O PALETÓ!

AGEU - O PROFETA DA CONSTRUÇÃO DO TEMPLO

ETIQUETA E AS BOAS MANEIRAS NO CULTO

ÉTICA DO OBREIRO E O RELACIONAMENTO ENTRE SEUS COLEGAS

ESTATUTO DO CONSELHO DE PASTORES E LÍDERES EVANGÉLICOS DE VARGEM GRANDE PAULISTA - COPLEV