SUPERANDO A CRISE CONJUGAL, SEGUNDO O PADRÃO BÍBLICO!

www.prnatanaelsp.com.br
Primeiramente passo é distinguir os sintomas da crise; Toda enfermidade se detecta por seus sintomas. Quando surgem dificuldades na convivência, relacionamento e intimidade do matrimônio, significa que algo vai mal.

SUPERANDO AS FALHAS DO PASSADO

As falhas na vida conjugal, serão apagadas, quando ocorre o perdão.

Após ser perdoado devem juntos confessarem a Deus todos estes pecados.

O perdão divino, ocorre após o perdão humano - Mateus 6.14 –POIS SE PERDOAREM AS OFENSAS UNS DOS OUTROS, O PAI CELESTIAL TAMBÉM LHES PERDOARÁ”.

Depois é só reiniciar uma nova vida, aplicando no dia a dia - Filipenses 3.13 – “IRMÃOS, NÃO PENSO QUE EU MESMO JÁ O TENHA ALCANÇADO, MAS UMA COISA FAÇO: ESQUECENDO-ME DAS COISAS QUE FICARAM PARA TRÁS E AVANÇANDO PARA AS QUE ESTÃO ADIANTE”.

QUAIS SÃO OS SINTOMAS MAIS COMUNS?

Silêncio, falta comunicação, (diminuição do diálogo); Descontente com tudo, (nada agrada); Desinteresse pelas coisas do lar e do casamento; Discussões e gritarias sem motivos, (irritabilidade); Críticas injustas, ingratidão; desatenção premeditada em sinal de vingança; Isolamento do cônjuge e se achega mais aos filhos; Ciúmes.

ATITUDES FUNDAMENTAIS

Intervir quando os primeiros sintomas do mal aparecerem, em hipótese alguma, esperar que a doença fique mais grave. Não existe efeito sem causa e a causa pode ser você. O diálogo deve ser aberto, franco e sincero.

Se existe feridas só irão sarar quando curadas de dentro para fora.

Responsabilizar ou jogar toda a culpa no outro, gera discussão e dificulta a solução. Deve haver disposição para reconhecer os próprios erros.

Ter a capacidade de constatar os erros cometidos, a humildade de admiti- los e a coragem de se refazer.

Falar com sinceridade sobre tal situação ou atitude.

Procurar a ajuda de um conselheiro capacitado e de confiança.

Tratar de descobrir a causa ou as causas do sintoma.

Não depositar toda a culpa sobre a outra pessoa. Cada cônjuge tem responsabilidade sobre seus problemas. Não existe causa que inclua apenas um dos cônjuges. O problema de um, também é problema do outro - Lucas 6:41-42 –POR QUE VOCÊ REPARA NO CISCO QUE ESTÁ NO OLHO DO SEU IRMÃO E NÃO SE DÁ CONTA DA VIGA QUE ESTÁ EM SEU PRÓPRIO OLHO? – (42) COMO VOCÊ PODE DIZER AO SEU IRMÃO: ‘IRMÃO, DEIXE-ME TIRAR O CISCO DO SEU OLHO’, SE VOCÊ MESMO NÃO CONSEGUE VER A VIGA QUE ESTÁ EM SEU PRÓPRIO OLHO? HIPÓCRITA, TIRE PRIMEIRO A VIGA DO SEU OLHO, E ENTÃO VOCÊ VERÁ CLARAMENTE PARA TIRAR O CISCO DO OLHO DO SEU IRMÃO".

Cada qual deve perguntar-se a si mesmo: Quais são meus defeitos e falhas? Onde estou errado? Quanta culpa tenho do que está acontecendo? - I Co 2:11 – “POIS, QUEM DENTRE OS HOMENS CONHECE AS COISAS DO HOMEM, A NÃO SER O ESPÍRITO DO HOMEM QUE NELE ESTÁ? DA MESMA FORMA, NINGUÉM CONHECE AS COISAS DE DEUS, A NÃO SER O ESPÍRITO DE DEUS”.

Saber perdoar. Quem não sabe perdoar, além de provar sua pouca inteligência, não sabe amar, é cego e se arrisca a não ser perdoado por Deus, a quem pedimos continuamente misericórdia e perdão - Mateus 18:21,31-35 –ENTÃO PEDRO APROXIMOU-SE DE JESUS E PERGUNTOU: SENHOR, QUANTAS VEZES DEVEREI PERDOAR A MEU IRMÃO QUANDO ELE PECAR CONTRA MIM? ATÉ SETE VEZES? – (31) QUANDO OS OUTROS SERVOS, COMPANHEIROS DELE, VIRAM O QUE HAVIA ACONTECIDO, FICARAM MUITO TRISTES E FORAM CONTAR AO SEU SENHOR TUDO O QUE HAVIA ACONTECIDO. – (32) ENTÃO O SENHOR CHAMOU O SERVO E DISSE:  SERVO MAU, CANCELEI TODA A SUA DÍVIDA PORQUE VOCÊ ME IMPLOROU. – (33) VOCÊ NÃO DEVIA TER TIDO MISERICÓRDIA DO SEU CONSERVO COMO EU TIVE DE VOCÊ? – (34) IRADO, SEU SENHOR ENTREGOU-O AOS TORTURADORES, ATÉ QUE PAGASSE TUDO O QUE DEVIA. – (35) ASSIM TAMBÉM LHES FARÁ MEU PAI CELESTIAL, SE CADA UM DE VOCÊS NÃO PERDOAR DE CORAÇÃO A SEU IRMÃO".

Pedir desculpas. Nunca o cônjuge é tão grande como quando é humilde. Um cônjuge que sabe pedir perdão, jamais naufragará.

Recuperar o verdadeiro sentido do matrimônio. Depois do amor para com Deus, nada existe maior que o amor no casamento - Mateus 19:5-6 –POR ESSA RAZÃO, O HOMEM DEIXARÁ PAI E MÃE E SE UNIRÁ À SUA MULHER, E OS DOIS SE TORNARÃO UMA SÓ CARNE? – (6) ASSIM, ELES JÁ NÃO SÃO DOIS, MAS SIM UMA SÓ CARNE. PORTANTO, O QUE DEUS UNIU, NINGUÉM O SEPARE".

Aprender uma segunda vez a amar. Saber recomeçar a vida. Aprender a revalorizara palavra empenhada. O matrimônio é o fruto de dois consentimentos, de dois si, de duas palavras dadas.

Juntos invocar o auxílio Daquele que pode todas as coisas - Lucas 1.37 – “POIS NADA É IMPOSSÍVEL PARA DEUS".

EM QUE CIRCUNSTÂNCIA A ABSTENÇÃO DAS RELAÇÕES ÍNTIMAS É CORRETA?

Quando esta abstenção está de acordo com os preceitos bíblico.

Esta separação física, deve ocorrer sempre com um propósito - I Co 7.5 –NÃO SE RECUSEM UM AO OUTRO, EXCETO POR MÚTUO CONSENTIMENTO E DURANTE CERTO TEMPO, PARA SE DEDICAREM À ORAÇÃO. DEPOIS, UNAM-SE DE NOVO, PARA QUE SATANÁS NÃO OS TENTE POR NÃO TEREM DOMÍNIO PRÓPRIO”.

O tempo deve ser sabiamente estabelecido, para evitar cair em tentação.

A abstinência deve obedecer o princípio encontrado em I Co 7.5.

JUGO DESIGUAL NO CASAMENTO

II Co. 6:14 - "NÃO VOS PRENDAIS A UM JUGO DESIGUAL COM OS INCRÉDULOS; POIS QUE SOCIEDADE TEM A JUSTIÇA COM A INJUSTIÇA? OU QUE COMUNHÃO TEM A LUZ COM AS TREVAS?"

COMO ADMINISTRAR, UM CASAMENTO EM QUE EXISTE JUGO DESIGUAL?

Na lei mosaica era proibido colocar dois tipos opostos de animais, debaixo de um mesmo julgo, para ararem na terra. Exemplo: um animal rápido e outro lento, até mesmo o próprio Deus proibiu tal união - Dt 22:10 – “NÃO AREM A TERRA USANDO UM BOI E UM JUMENTO SOB O MESMO JUGO”.

Em relação a união conjugal, o princípio da compatibilidade deve ser mantido Amos 3:3 – “ANDARÃO DOIS JUNTOS, SE NÃO ESTIVEREM DE COMUM ACORDO”?

A incompatibilidade se manifestará logo, pois um vai em direção ao inferno, outro em direção ao céu, um vai pôr um caminho e o outro insiste em seguir para o outro lado, uma busca a abundância terrena, outro em busca de bênçãos espirituais, um é luz e outro é trevas, um é filho de Deus e o outro filho de belial.

Como sustentar uma situação assim? tal julgo não pode subsistir, por isso, a palavra de Deus ordena o casamento no Senhor. Uma escolha contrária, trará imediatamente prejuízos inimagináveis.

PROCEDIMENTO CORRETO DE UMA PESSOA CRISTÃ CASADA COM UM INCRÉDULO

Se ele consentir, a união não deve ser desfeita, I Co 7:12-13 – “AOS OUTROS EU MESMO DIGO ISTO, E NÃO O SENHOR: SE UM IRMÃO TEM MULHER DESCRENTE, E ELA SE DISPÕE A VIVER COM ELE, NÃO SE DIVORCIE DELA. - (13) E, SE UMA MULHER TEM MARIDO DESCRENTE, E ELE SE DISPÕE A VIVER COM ELA, NÃO SE DIVORCIE DELE”.

O salvo porém, deve estar consciente das dificuldades - Lc 12:52 – “DE AGORA EM DIANTE HAVERÁ CINCO NUMA FAMÍLIA DIVIDIDOS UNS CONTRA OS OUTROS: TRÊS CONTRA DOIS E DOIS CONTRA TRÊS”.

Se ele (a) quiser se separar, deixe que o faça - I Co 7:12-15 –AOS OUTROS EU MESMO DIGO ISTO, E NÃO O SENHOR: SE UM IRMÃO TEM MULHER DESCRENTE, E ELA SE DISPÕE A VIVER COM ELE, NÃO SE DIVORCIE DELA. – (13) E, SE UMA MULHER TEM MARIDO DESCRENTE, E ELE SE DISPÕE A VIVER COM ELA, NÃO SE DIVORCIE DELE. – (14) POIS O MARIDO DESCRENTE É SANTIFICADO POR MEIO DA MULHER, E A MULHER DESCRENTE É SANTIFICADA POR MEIO DO MARIDO. SE ASSIM NÃO FOSSE, SEUS FILHOS SERIAM IMPUROS, MAS AGORA SÃO SANTOS. – (15) TODAVIA, SE O DESCRENTE SEPARAR-SE, QUE SE SEPARE. EM TAIS CASOS, O IRMÃO OU A IRMÃ NÃO FICA DEBAIXO DE SERVIDÃO; DEUS NOS CHAMOU PARA VIVERMOS EM PAZ”.

Observação: Portanto, se um marido incrédulo, exigir que sua esposa faça a escolha entre ele e sua fé em Deus, a bíblia é clara: que se aparte, porém se permitir existe é claro a possibilidade do não salvo aceitar a fé em Cristo.

RELACIONAMENTO CONJUGAL COM O DESCRENTE

Deveres para com o marido, não crente - I Pe 3.1-2 – DO MESMO MODO, MULHERES, SUJEITEM-SE A SEUS MARIDOS, A FIM DE QUE, SE ALGUNS DELES NÃO OBEDECEM À PALAVRA, SEJAM GANHOS SEM PALAVRAS, PELO PROCEDIMENTO DE SUA MULHER, - (2) OBSERVANDO A CONDUTA HONESTA E RESPEITOSA DE VOCÊS”.

A mulher não deve pensar que a sua conversão a Cristo, isenta-a do dever de submissão ao marido, pelo fato deste não ser cristão. A submissão, a bondade, o amor e o respeito, são deveres cristãos da mulher para com o seu esposo, seja ou não cristão, (conforme, texto acima). Todavia, convém registrar que submissão, aqui não significa escravidão ao marido, mas uma obediência espontânea, racional e coerente.

A influência da mulher crente no lar

A prudência e a submissão da mulher cristã, são os melhores meios para ela conduzir o marido não crente a salvação em Cristo. Não existe algo mais conveniente para a conversão de uma pessoa do que o testemunho de outra que tenha um a vida real de experiência com Deus. cumpri-se - Mateus 5:16 - ASSIM BRILHE A LUZ DE VOCÊS DIANTE DOS HOMENS, PARA QUE VEJAM AS SUAS BOAS OBRAS E GLORIFIQUEM AO PAI DE VOCÊS, QUE ESTÁ NOS CÉUS".

Castidade e pureza - I Pe 3:2 – “OBSERVANDO A CONDUTA HONESTA E RESPEITOSA DE VOCÊS”.

Neste texto, Pedro está doutrinando também as mulheres crentes. Estas devem saber que quase sempre o descrente se torna um atento observador do comportamento da esposa. Sendo assim, a conversão verdadeira da esposa se torna um excelente meio de ganha-lo para Cristo. Toda mulher crente que evidencia a sua conversão, torna-se melhor esposa e mãe - Provérbios 31:30 – “A BELEZA É ENGANOSA, E A FORMOSURA É PASSAGEIRA; MAS A MULHER QUE TEME AO SENHOR SERÁ ELOGIADA”.

POSTAGEM MAIS ACESSADAS:

O OBREIRO E A ÉTICA NO PULPITO

O TABERNÁCULO E SUAS MEDIDAS:

EXISTEM 4 TIPOS DE TEMPERAMENTOS! VOCÊ CONHECE SEU TEMPERAMENTO?

PASSOS DA FÉ - Marcos 11:22 - 24

AGEU - O PROFETA DA CONSTRUÇÃO DO TEMPLO